terça-feira, abril 07, 2009

Renato Janine Ribeiro: o "Leigo Culto"


Grupo Corpo, 21, 1992.


Grupo Corpo, Nazareth, 1993.


Grupo Corpo, Bach, 1996.


Grupo Corpo, Parabelo, 1997.


Grupo Corpo, Benguelê, 1998.


Grupo Corpo, O corpo, 2000.


Grupo Corpo, Santagustin, 2002.


Grupo Corpo, Onqotô, 2005.


Grupo Corpo, Breu, 2007.

"A cultura [...] tem forte papel inspirador nas ciências humanas. Estas vivem de ser leigas. Profissionalizaram-se, o que quer dizer que se tornam precisas e rigorosas, mas continuam à escuta de seus vizinhos, com quem aprendem. Seria interessante esta discussão: quanto, das idéias mestras de nosso tempo, veio das artes, da literatura ou mesmo da escuta do colega de outro departamento, de outra profissão? No começo de As palavras e as coisas, a citação que Foucault faz de Borges e a análise que propõe de um quadro de Velázquez inspiraram o filósofo ou apenas vieram ilustrar conceitos já obtidos pela via árdua do raciocínio? São mero truque para tornar a exposição mais palatável, ou fizeram parte da pesquisa? Despertaram o olhar de Foucault para a novidade, ou pertencem à retórica com que ele nos quer seduzir? Eis a questão. Se, como penso, elas tiveram um papel propriamente produtivo, disso se seguirá que para nós a leitura possa ter parte essencial na escrita, ou a recepção na criação, ou a cultura na pesquisa."

RIBEIRO, Renato Janine. "Dificuldades de um leigo," in: BOGÉA, Inês (org). Oito ou nove ensaios sobre o Grupo Corpo. São Paulo: Cosac e Naify, 2000, pp. 68-80.

Para acessar o site do Grupo Corpo, clique no título deste post.

2 comentários:

Fernando Zanforlin disse...

Alex, penso que essa "dificuldade do leigo" transpassa pelo o que é arte querendo formalizar a cultura, tem uma composição com a " transfiguração do lugar comum".
Mas, que o Grupo Corpo é bacana, não temos dúvidas.
Estou procurando informações sobre uma bailarina alemã, Gert Palluca, 1902 , conhece?
∆ß∞

Aléxia Bretas disse...

Bom, pelo menos quanto ao Grupo Corpo estamos de acordo ; )
Sobre a bailarina, infelizmente não conheço.
Abs,

Al.